Volume 9, Número 28, Ano 7 (abril a junho de 2020)

Editorial
Mais um número da Scientia Vitae chega aos seus leitores em tempos de pandemia, um desafio nunca antes enfrentado na era digital. Os desafios em escala global e regional continuam e a busca de respostas, também.
Neste contexto, a Scientia traz alguns artigos para reflexão e pesquisa, sendo que os dois primeiros tratam diretamente de questões ligadas à pandemia.
O primeiro artigo trata das muitas dificuldades esperadas no processo de ensino-aprendizagem por conta das dificuldades encontradas por boa parte dos professores e pela dificuldade no acesso à tecnologia por boa parte dos alunos.
O segundo artigo trata a problemática pandêmica da COVID-19 sob a ótica da Geografia da Saúde.
Na sequência, três artigos de pesquisa regional.
O terceiro artigo apresenta o pioneiro trabalho de levantamento da fauna de lepidópteros diurnos ocorrentes num fragmento de Floresta Estacional Semidecidual localizado na área central do município de São Roque-SP.
O quarto artigo mostra como a disposição inadequada de pneus contribui para a ocorrência de problemas ambientais e sanitários, bem como a reciclagem e a reutilização de resíduos de pneus se apresentam como alternativas promissoras para solucionar este problema.
O quinto artigo mostra um estudo que aborda questões relativas às áreas de preservação permanente (APP) no bairro Paisagem Colonial no município de São Roque-SP, que é um exemplo de local que sofre impactos ambientais decorrentes da expansão urbana.
Em seguida, dois artigos trazem excelentes contribuições aos docentes ao apresentar, primeiro, o uso de ferramentas de comunicação digital na sala de aula de modo a atrair o aluno através da liberdade da busca do conhecimento e criação de blogues (sexto artigo), e segundo, traz o Jogo didático “Trilha da sexualidade”, como uma ferramenta auxiliar na abordagem de temas relacionados à educação sexual (sétimo artigo).
O último artigo trabalha economia e política, ao apresentar o pensamento de Celso Furtado e o papel do Estado como agente do desenvolvimento numa análise das realizações do segundo governo Lula (2007-2010).
Desejamos a vocês uma boa leitura.

Ricardo Coelho
Editor-chefe

Artigos:
  1. A educação e a escola em tempos de Corona Vírus, p. 01 a 07 (Marcio Donizeti Pereira e Edjane Ângelo Barros)
  2. Por um olhar geográfico dos impactos causados pela pandemia da Covid-19, p. 08 a 27 (Gilvan Charles Cerqueira de Araújo e Rafael Fabricio de Oliveira).
  3. Levantamento da fauna de lepidópteros diurnos (Lepidoptera) de um fragmento de Mata Atlântica na área central do município de São Roque-SP, p. 28 a 39 (Márcio Pereira)
  4. Diagnóstico do gerenciamento de pneus em borracharias e lojas de pneumáticos da Estância Turística de São Roque, p. 40 a 45 (Filomena Goretti Dias Cesar, Victor Sochiarelli Bracale, Francisco Rafael Martins Soto e Adriano Adelson Costa)
  5. Quantificação de lotes situados em APP em duas microbacias do bairro Paisagem Colonial do município de São Roque-SP, p. 46 a 59 (Renan Felicio dos Reis, Erica Zanardo Oliveira-Andreoli, Miriã Camargo Felicio e Luiz Henrique da Silva Rotta)
  6. Desenvolvimento de blogues para ensino de doenças de origem alimentar no curso técnico de alimentos integrado ao ensino médio, p. 60 a 68 (Rosana Mendes Roversi e Rosangela Maria Cunha)
  7. Jogo didático “trilha da sexualidade”: uma ferramenta auxiliar na abordagem de temas relacionados à educação sexual, p. 69 a 82 (Márcia Graminho Fonseca Braz e Barros e Jean Carlos Miranda)
  8. O pensamento de Celso Furtado e o papel do Estado como agente do desenvolvimento: análise das realizações do segundo governo Lula (2007-2010), p. 83 a 96 (Fábio Luiz Cabral)

Creative Commons License
Scientia Vitae is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.


(C) Copyright Fernando Santiago dos Santos e Frank Viana Carvalho. Todos os direitos reservados 2013-2016. É permitido copiar o conteúdo da revista desde que seja citada a fonte de consulta.